Nosso Blog

Informações úteis para você ficar atualizado

Sonolência Diurna

sonolencia diurna

Saiba o que é a sonolência excessiva diurna e como melhorar esse sintoma que pode estar prejudicando a sua saúde 

 

A sonolência excessiva diurna (SED) é um sintoma caracterizado pela incapacidade de se manter acordado ou em alerta durante os períodos de vigília do dia. Dessa forma, sonolência e lapsos de sono não intencionais se manifestam ao longo do dia. 

Esse sintoma é associado principalmente à hipersonia, que é um distúrbio gerado a partir da frequente sonolência excessiva diurna. 

As causas associadas, tanto à manifestação desse sintoma, quanto da síndrome (hipersonia), são diversas e precisam ser analisadas caso a caso para definir o diagnóstico e a origem. 

A investigação da ocorrência e do aparecimento desses quadros é de extrema importância, uma vez que eles podem comprometer os afazeres diários, bem como aumentar os riscos de acidentes pela ocorrência de lapsos de sono. 

Isso pode prejudicar a saúde, o bem estar físico e emocional, necessitando de intervenção médica para melhoria da situação.  

Dessa forma, entender melhor o que é e quais as possíveis causas pode te ajudar a identificar melhor o que está acontecendo e, consequentemente, explicar melhor ao médico sua situação. 

 

O que é a sonolência excessiva diurna? 

Diferente do que muitos pensam, esse sintoma não corresponde a apenas uma noite mal dormida, em que, no dia seguinte, você acorda sonolento e passa todo o dia assim. 

Esse sintoma é definido a partir da manifestação ao longo de vários meses, a partir de uma sequência de comportamentos ou de uma doença que leva à manifestação do sintoma. 

As causas podem ser divididas em três grupos: 

  • Condições médicas e psiquiátricas, como depressão, efeito medicamentoso, entre outros. 
  • Hipersonia do tipo primária de origem central, na qual estão inclusas narcolepsia e a hipersonia idiopática; 
  • Hipersonia do tipo secundária, como distúrbios respiratórios do sono, privação de sono, entre outros; 

 

 

Nesse sentido, as principais causas para a presença da sonolência excessiva diurna são: 

Falta de sono crônica 

Há diversas causas para a falta de sono de forma crônica: a rotina de trabalho, como no caso de profissionais que fazem plantão, a troca do dia pela noite, a presença de insônia e a falta de rotina para dormir são as principais delas. 

Apesar de apenas uma noite mal dormida não ser causa para a sonolência excessiva diurna, a privação frequente de sono pode estar associada ao aparecimento desse sintoma e consequentemente à evolução para uma hipersonia. 

 

Uso de medicamentos para Sonolência Diurna

Alguns medicamentos podem ter efeitos colaterais que atingem a qualidade do sono e, a partir do momento em que ele é afetado em proporções que comprometem a realização das atividades cotidianas, este medicamento deve ser revisto. 

 

Presença de doenças psiquiátricas ou clínicas 

Algumas doenças psiquiátricas podem afetar o sono, tais como depressão e ansiedade. Nesses casos, o aparecimento da sonolência excessiva diurna é ainda mais preocupante. 

Isso porque o fato de a sonolência excessiva diurna levar a prejuízos no desempenho das atividades cotidianas pode fazer com que o indivíduo se sinta incapaz, piorando assim o quadro da depressão. Isso pode se tornar um ciclo, que precisa ser rompido. 

Além disso, algumas doenças clínicas podem prejudicar a qualidade do sono, levando ao desenvolvimento da hipersonia, como a obesidade. 

 

Doenças do sono 

A presença de doenças do sono são um agravante para o desenvolvimento de hipersonia ou sonolência excessiva diurna. Isso porque essas doenças prejudicam a qualidade do sono e consequentemente favorecem o aparecimento dos demais quadros. 

Apneia do sono, síndrome das pernas inquietas, entre outras são algumas das causas para o aparecimento da sonolência excessiva diurna. 

 

Como tratar a sonolência excessiva diurna? 

O tratamento é muito diverso, assim como as causas que podem desencadear esse sintoma ou o quadro de hipersonia.  

O ideal é consultar-se com um médico, preferencialmente um neurologista, para que seja investigada a principal causa da sua sonolência excessiva diurna. A avaliação é feita a partir da história clínica e da realização de exames para compreender melhor o que está afetando a qualidade do sono. 

É muito importante intervir o quanto antes, pois esse sintoma pode levar desde a presença de prejuízos nas tarefas cotidianas, até a ocorrência de acidentes, como os de trânsito, devido aos lapsos de atenção. 

Sonolência excessiva diurna não é normal. Consulte-se com um médico, busque orientações e melhore sua qualidade de vida. 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você sofre com enxaqueca?

Então vem conhecer o primeiro método
ENXAQUECA-KILLER!