Nosso Blog

Informações úteis para você ficar atualizado

Síndrome das Pernas Inquietas

O que é a síndrome das pernas inquietas?

A síndrome das pernas inquietas, ou SPI, é uma condição que causa sensações estranhas nas pernas, que também chamamos de “doença de Willis-Ekbom”. Se você tem SPI , provavelmente sente vontade de mover as pernas à noite. Isso pode tornar difícil se sentir confortável e adormecer.

Em alguns casos, a SPI ocorre por conta própria e pode ter um padrão familiar, já em outros, pode ser devido a outros distúrbios de saúde, como “anemia”, na qual há muito pouco ferro no sangue, parece aumentar o risco de SPI. Outras condições que aumentam o risco de SPI incluem doença renal, diabetes e esclerose múltipla. A gravidez também parece aumentar o risco de desenvolver SPI.

Quais são os sintomas das Pernas Inquietas?

Pessoas com SPI sentem uma necessidade incômoda de mover as pernas quando estão em repouso. Eles descrevem a sensação como rastejar, rastejar, puxar ou coceira. E eles dizem que a sensação é profunda nas pernas – não na pele – geralmente abaixo dos joelhos. Esses sintomas geralmente pioram com o passar do dia e à noite. Os sintomas podem ser especialmente graves ao tentar ficar parado para ler um livro, assistir televisão ou adormecer e geralmente aliviam com alguma atividade física, como caminhada e bicicleta.

Resumindo os sintomas:

● Inicia quando você está em repouso

● Alivia ao mover as pernas propositalmente

● Costumam ser piores à noite

● As pernas podem se movimentar involuntariamente durante o sono

● Pode evoluir para braços, tronco ou ombros

Juntos, os sintomas da SPI podem dificultar uma boa noite de sono. Pessoas com a doença geralmente se sentem cansadas durante o dia.

Existe um teste para saber se tenho Síndrome das Pernas Inquietas?

Apesar de existir um exame para confirmação, ele não costuma ser necessário, pois os critérios para o diagnóstico são clínicos. Porém, solicitamos a polissonografia em casos em que há dúvidas sobre o diagnóstico.

Para um estudo do sono, você passa a noite em um laboratório e é conectado a diferentes máquinas que monitoram seus movimentos, frequência cardíaca, respiração e outras funções corporais.

Há algo que eu possa fazer sozinho para me sentir melhor?

Sim. Você pode se sentir melhor se:

● Faça atividades que mantenham sua mente alerta durante o dia, como palavras cruzadas

● Faça exercícios regulares moderados

● Massageie suas pernas (ou peça que alguém as massageie)

● Aplique calor às pernas com almofadas térmicas ou tomando um banho quente

● Evite tomar medicamentos que podem piorar a SPI – incluem anti-histamínicos (antialergicos) como a difeni dramina.

Devo consultar um médico?

Consulte o seu médico se a sua condição o incomodar ou se o impede de ter uma boa noite de sono.

Quer conhecer mais sobre Insônia?! Clique aqui!

Como a SPI é tratada?

Algumas pessoas com SPI que apresentam sintomas leve ou esporádicos, podem não precisar de medicações. Se for necessário tratamento, existem vários medicamentos que os médicos podem sugerir. Exemplos incluem:

● Suplementos de ferro

● Prami pexol

● Ropi nirole

● Roti gotina

● Carbi dopa-levo dopa

● Gaba pentina

● Prega balina

Em pessoas com SPI que também têm uma forma grave de doença renal chamada insuficiência renal, a SPI pode melhorar com um tratamento denominado hemodiálise (também conhecido apenas como diálise).

E se eu estiver grávida, como trato as minhas Pernas Inquietas?

Se você estiver grávida, você pode tomar suplementos de ferro e experimentar outras dicas que não envolvam o uso de medicamentos prescritos. A maioria dos medicamentos usados ​​para tratar a SPI não provou ser segura para tomar durante a gravidez. Se os seus sintomas forem graves, existem alguns medicamentos que podem ser considerados aceitáveis. Mas lembre-se de que a condição geralmente passa ou melhora muito após o parto.

Fonte: orientações para pacientes obtidas de UpToDate.

Mais informações fornecidas pelo Dr. Drauzio Varella.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Você sofre com enxaqueca?

Então vem conhecer o primeiro método
ENXAQUECA-KILLER!