Nosso Blog

Informações úteis para você ficar atualizado

Enxaqueca na gravidez

Entenda as causas que podem desencadear as crises de dores de cabeça na gestação e saiba como prevenir a enxaqueca na gravidez

Muitas mulheres sofrem com as crises de dores de cabeça ao longo da vida. Os motivos são os mais diversos, variando desde o anticoncepcional usado, até às variações hormonais naturais da mulher durante o ciclo menstrual.

No caso da enxaqueca na gravidez, em geral, a principal causa também é a hormonal. Isso porque, durante esse período, muitas variações hormonais acontecem na medida em que a gravidez vai evoluindo.

Para mulheres que já possuíam enxaqueca antes da gravidez, essa situação requer ainda mais atenção durante essa fase da vida. O motivo disso é que pode ocorrer uma piora ainda maior do quadro.

Independente de qual seja a situação, saber as causas das dores de cabeça na gestação, bem como as maneiras de evitá-las é extremamente importante. 

Vale destacar que, principalmente nos casos de enxaqueca na gravidez, os cuidados devem ser redobrados. Pois, esse quadro pode vir acompanhado de outros sintomas para além das dores de cabeça (cefaléia), que podem prejudicar a gestação.

Porque ocorrem dores de cabeça na gestação?

Para algumas mulheres, os primeiros episódios de crises de dores de cabeça acontecem na gestação. Isso traz um grande desconforto e, na maioria das vezes, as causas podem ser desconhecidas pela gestante.

Algumas das causas podem ser:

Variações hormonais

O aparecimento das dores de cabeça na gestação está relacionado com a variação hormonal que ocorre durante esse período, principalmente dos níveis de estrogênio. Além disso, as próprias variações fisiológicas do corpo, também podem desencadear esse quadro.

Em entrevista à Revista Crescer, Eliana Meire Melhado, neurologista e membro da Sociedade Brasileira de Cefaleia, trouxe a seguinte questão: “O estrogênio em níveis baixos pode favorecer o aparecimento da dor de cabeça. Já, no fim da gravidez, ele está aumentado, o que garante a ‘proteção’”.

Questões externas ou ambientais

Existe uma outra causa bastante comum que pode ser gatilhos para as crises. As dores de cabeça na gestação também podem ser desencadeadas pelo estresse que envolve esse período ou ainda pelas alterações posturais ocorridas nessa fase da vida. 

Dessa forma, diferentemente das questões hormonais que costumam melhorar após o primeiro trimestre, esses fatores podem trazer a piora dos quadros de cefaleia até o fim da gravidez.

Essas duas situações explicam alguns dos motivos do aparecimento de dores de cabeça durante a gestação. Entretanto, existe ainda uma outra causa que são os quadros de enxaqueca existentes antes mesmo da gravidez. 

Diagnóstico prévio de enxaqueca

Ter previamente essa doença faz com que, durante a gravidez, as crises de enxaqueca se tornem ainda mais intensas. Dessa forma, para além da cefaleia que já é esperada, é possível que outros sintomas como náuseas e vômitos também estejam presentes.

Por isso, a enxaqueca na gravidez é um assunto sério, visto que alguns dos sintomas podem comprometer a gestação, levando a desidratação e a baixa disponibilidade de nutrientes para o feto, por exemplo.

Como tratar a enxaqueca na gravidez?

O tratamento para a enxaqueca na gravidez ou para as crises de dores de cabeça na gestação são variados, pois, para mulheres grávidas, é mais prudente evitar a medicação. Entretanto, em alguns casos mais graves de enxaqueca na gravidez essa intervenção pode ser necessária.

Dessa forma, nos casos de mulheres que já apresentam o quadro de enxaqueca e pretendem ter uma gravidez, é importante que o tratamento seja precoce. Uma consulta com um neurologista pode ser uma excelente opção para buscar ajuda.

Isso porque, dificilmente, a mulher que possui crise de enxaqueca passará ilesa e sem sintomas relacionados a essa doença ao longo da gravidez. 

Vale destacar que esse quadro pode apresentar sérios riscos para a mãe durante a gestação. Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia, a enxaqueca é um fator de risco grave para várias complicações.

Nos casos de mulheres que começam a apresentar dores de cabeça na gestação é importante procurar ajuda o quanto antes, para que o quadro não piore de uma “simples” cefaleia para crises de enxaqueca na gravidez.

O que fazer em casos de enxaqueca antes e durante a gravidez?

Tanto para as crises enxaquecosas durante a gravidez, quanto para as que ocorrerem antes desse período, o tratamento com especialista é essencial!

Em ambos os casos, para além da consulta com um especialista, a possibilidade de mudanças no estilo de vida é uma ótima opção. Isso porque existem diversos gatilhos (iniciadores) que podem desencadear as crises. 

A maioria desses gatilhos estão relacionadas com os seguintes fatores:

  • Alimentação: alguns alimentos podem desencadear crises
  • Luminosidade intensa
  • Odores fortes
  • Falta de exercícios físicos ou a prática de atividades muito intensas
  • Barulhos altos e frequentes
  • Situações de ansiedade e estresse

É importante saber lidar com cada uma dessas situações. Para isso é preciso, além de procurar ajuda médica, colocar em prática alguns hábitos que irão auxiliar na diminuição dessas crises. Evitar situações como as que envolvem os gatilhos anteriores pode ser um ótimo início.

Para os casos de dores de cabeça na gestação relacionados à tensão e estresse, atividades relaxantes, como Yoga, podem ser alternativas excelentes não só para o alívio das dores, mas também para uma melhoria no estado emocional e mental.

Além disso, existem diversos exercícios e atividades que são positivas no controle das crises de enxaqueca na gravidez e em outros períodos. Isso porque as atividades físicas, por exemplo, liberam hormônios que colaboram para o alívio da tensão e o favorecimento do relaxamento.

De modo geral, todas as técnicas que envolvem o alívio das dores de cabeça na gravidez e no dia a dia, de modo geral, colaboram também para um aumento da qualidade de vida. Essa situação é muito benéfica, já que proporciona uma melhoria na saúde geral, sem a necessidade de medicação.

Procurar informações sobre essas atividades e técnicas é uma forma de iniciar essa mudança. No curso Superando a Enxaqueca, desenvolvido pelo médico neurologista Bruno Funchal, você encontra diversas técnicas que te auxiliam a controlar as crises e evitar os gatilhos.

Por meio de uma consulta e mudanças de hábitos é possível evitar dores de cabeça na gestação, bem como a evolução das cefaléias para a enxaqueca na gravidez e sintomas mais graves.

Não coloque em risco a sua gestação, procure ajuda médica e resolva suas crises de dores de cabeça e enxaqueca na gravidez.

No curso, Superando a Enxaqueca você encontra diversos métodos que podem te auxiliar, no dia a dia, para evitar as crises de dores de cabeça, bem como os demais sintomas.  Siga-nos no Instagram.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você sofre com enxaqueca?

Então vem conhecer o primeiro método
ENXAQUECA-KILLER!