Nosso Blog

Informações úteis para você ficar atualizado

Como prevenir a insônia? 5 dicas para ter um sono tranquilo

 

De acordo com o DSM-IV (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders ou Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais), problemas do sono atingem cerca de um terço da população em geral, mas existem formas de prevenir a insônia.

Essencialmente, a insônia é caracterizada pela dificuldade que algumas pessoas apresentam para conseguir adormecer, ou manter o sono sem interrupções.

Problemas do sono podem surgir naturalmente, em consequência de algum acontecimento específico, preocupação ou ansiedade.

Porém, quando a insônia passa a ser constante, ocorrendo pelo menos 3 vezes na semana, ela já pode ser analisada clinicamente. Pois diante dessa frequência, o indivíduo pode sofrer com sérios prejuízos.

Portanto, é fundamental saber da importância que o sono tem para nos manter ativos durante todo o dia e dos problemas que a privação dele pode nos causar.

Por isso, separamos algumas informações relevantes sobre a insônia que você provavelmente ainda não sabe.

INSÔNIA: CAUSAS

Em “Epidemiologia da insônia: o que sabemos e o que ainda precisamos aprender”, Maurice M. Ohayon, especialista em Distúrbios do Sono da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, discorre sobre os fatores que causam a insônia.

Estes podem estar relacionados a transtornos mentais e frequentemente associados a depressão ou ansiedade.

Outros fatores pertinentes podem ser:

  • Doenças orgânicas agudas ou crônicas, como: artrite, problemas no coração ou no estômago, doenças pulmonares ou respiratórias como asma;
  • Uso de corticóides;
  • Dores de cabeça;
  • Consumo da cafeína em excesso;
  • Pílulas de emagrecimento;
  • Nicotina;
  • Uso de descongestionantes nasais;
  • Apnéia do sono;
  • Abstinência de álcool ou drogas;
  • Doenças neurológicas, tais como: Alzheimer ou Parkinson;
  • Exercícios antes de dormir.

botao cta EBOOK - junho 2022

LEIA TAMBÉM:

PARALISIA DO SONO: O QUE FAZER PARA SE LIVRAR DESSE MAL?
COMO DRIBLAR AS PREOCUPAÇÕES COM O TRABALHO PARA DORMIR MELHOR
QUANDO O SONO NÃO COMBINA COM SEU RITMO DE VIDA

INSÔNIA: PESSOAS EM RISCO

Estudiosos sobre Distúrbios do sono traçaram os perfis mais recorrentes que sofrem com o problema da insônia. Certamente existem exceções, mas no geral a insônia atinge constantemente:

  • Mulheres: as mudanças hormonais durante a menopausa e a menstruação interferem diretamente na qualidade do sono;
  • Idosos: os problemas de saúde que geralmente aparecem nessa fase da vida, podem ter a insônia como sintoma. Eles costumam ter o sono interrompido facilmente e despertam cedo pela manhã;

Pessoas que sofrem com:

  • Estresse: o estresse com excesso de trabalho ou problemas com relacionamentos atrapalham e prejudicam o sono;
  • Distúrbios psicológicos: bipolaridade, depressão, ansiedade tem a insônia como um dos seus sintomas.
  • Viúvas ou divorciadas: quem sofre com perdas de entes queridos também costumam ser diagnosticados com insônia.
  • Dificuldades financeiras: o nível socioeconômico interfere bastante no sono, pois as preocupações dessas pessoas costumam ser bem maiores.

INSÔNIA: SINTOMAS

sono insonia - junho 2022

Uma noite de sono é necessária para recarregar energias e como resultado estar disposto para as atividades do dia seguinte.

Contudo, algumas pessoas não conseguem dormir bem e portanto, acabam acordando cansadas logo no início do dia.

Este cansaço é um dos sintomas frequentes como resultado de quem sofre com a insônia.

Dessa forma, outros sinais comuns são:

INSÔNIA: 5 DICAS PARA PREVENIR

Insonia - junho 2022

Inicialmente, é muito importante procurar a ajuda de um neurologista e seguir as orientações recomendadas pelo profissional para conseguir ter um sono tranquilo e prevenir a insônia.

A privação do sono afeta sua concentração, consequentemente também altera seu humor, além de limitar sua agilidade na hora de realizar atividades comuns do seu cotidiano.

Sobre esse tema, no artigo científico “Diretrizes e algoritmo para o manejo da insônia”, psicofármacos sugerem a prática da “higiene do sono” para prevenir a insônia.

Algumas soluções podem ajudar e aliviar as condições que atrapalham o sono. Entre elas estão:

1. Organize seu quarto

Um local limpo, arejado, escuro e silencioso é o lugar ideal para conseguir dormir mais facilmente.

2. Evite exercícios antes de deitar

Seu corpo precisa estar relaxado para adormecer.

3. Durma em horários uniformes

Crie uma rotina para seu sono, isso ajuda muito para regular seu organismo.

4. Evitar bebidas alcoólicas e cafeína

Ingerir essas substâncias próximo do horário do sono pode prejudicar sua qualidade.

5. Evitar músicas ou filmes agitados

É preferível fazer uma leitura leve ou escolher algo que te faça relaxar para acalmar a mente e o corpo, antes de dormir.

INSÔNIA É SINAL DE DEPRESSÃO?

Comprovadamente, indivíduos que sofrem com insônia, são mais propensos a ter depressão e ansiedade.

A privação do sono pode ser um sinal de alerta para distúrbios psicológicos e transtornos de humor.

No entanto, tratar problemas do sono como se fosse apenas um dos sintomas da depressão, acaba diminuindo a eficácia do tratamento.

Acima de tudo, é necessário avaliar os sintomas da insônia e da depressão separadamente para só depois ter um diagnóstico completo e seguir o melhor tratamento possível para cada caso.

FIQUE ATENTO!

A qualidade do sono depende de questões físicas e psicológicas. Por isso, é muito importante ficar atento com sua saúde mental e com sua alimentação.

Prioritariamente, seu organismo precisa de cuidados para manter uma saúde integral.

Na Neurologia Integrada você encontra uma equipe de profissionais competentes e dispostos a te ajudar a ter qualidade de vida!

Não perca tempo e agende o quanto antes a sua consulta conosco:

botao cta - junho 2022

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram