Nosso Blog

Informações úteis para você ficar atualizado

O que é apneia do sono e como é feito o diagnóstico desse quadro?

apneia do sono

Entenda mais sobre a apneia do sono e descubra alguns sinais que podem indicar que você possui esse distúrbio 

 

A apneia do sono é uma condição em que há uma interrupção breve, porém repetida, da respiração ao dormir. Essa falha nos movimentos respiratórios são responsáveis por causar roncos e, na maioria das vezes, um descanso pouco revitalizante. 

Esse quadro contribui para uma menor oxigenação do sangue ao longo do período em que a pessoa dorme, o que pode afetar negativamente as funções do sistema nervoso, do coração e de vários outros órgãos e sistemas importantes.  

As causas que geram esse distúrbio do sono podem ser diversas e estarem ou não relacionadas a problemas respiratórios. Porém, geralmente, ele se relaciona a algum tipo de obstrução, total ou parcial, das vias respiratórias, sendo bastante comum que isso ocorra devido à desregulação da musculatura da laringe. 

 

Sinais e sintomas da apneia do sono 

Esse distúrbio do sono possui alguns sinais e sintomas bem característico que podem auxiliar no seu diagnóstico. Os principais são: 

  • Roncos enquanto dorme; 
  • Sensação de engasgo ao dormir; 
  • Agitação ao longo desse período de descanso; 
  • Sonolência e cansaços excessivos ao longo do dia; 
  • Acordar várias vezes ao longo da noite; 
  • Respiração mais ofegante; 
  • Acordar com dor ou desconforto torácico, etc 

Além de ser uma condição que prejudica a qualidade do descanso, a apneia do sono traz diversos prejuízos que podem dificultar a rotina diária, como dores de cabeça  e dificuldade de concentração. 

Devido a esse mesmo motivo, é bastante comum que as pessoas que possuem esse distúrbio tenham alterações mais frequentes de humor, como maior irritabilidade. Ademais, um outro sintoma que pode surgir nos pacientes com esse quadro é o desenvolvimento de impotência sexual. 

 

Tipos de apneia do sono 

Existem 3 principais tipos de apneia do sono, que são: 

 

Apneia obstrutiva do sono (AOS) 

Esse tipo de distúrbio é aquele que é causado pela obstrução parcial ou total das vias aéreas superiores, dificultando a passagem do ar e causando a parada breve da respiração. 

São comuns nos casos em que há desvio de septo, alterações na contração da musculatura da laringe, aumento no tamanho das amígdalas e ou das adenoides. 

 

Apneia central do sono (ACS) 

Nesse caso, a interrupção da respiração ao dormir não ocorre por bloqueio da passagem do ar, e sim devido a uma deficiência no tronco encefálico responsável por controlar a respiração.  

Com isso, a musculatura respiratória não é acionada no momento correto, impedindo que haja a entrada de ar e troca gasosa pelo breve instante de interrupção. 

 

Apneia mista  

Assim como o próprio nome indica, esse distúrbio do sono é aquele em que há uma associação entre fatores centrais e fatores obstrutivos, sendo um dos tipos mais comuns dessa condição. 

 

Como diagnosticar os tipos de apneia do sono? 

Devido ao fato de terem diferentes tipos desse distúrbio, no momento do diagnóstico, é importante que seja aplicada uma técnica eficaz e eficiente para identificar qual o quadro do paciente em questão. 

A associação entre o exame físico com as queixas apresentadas pelo paciente podem guiar o diagnóstico da apneia. Porém, para que seja feita a confirmação exata e para determinar qual o tipo, é necessário a realização de outros exames, sendo o principal a Polissonografia.  

 

Polissonografia – para que serve? 

A Polissonografia ou “exame do sono”, como é popularmente conhecido, é um teste que basicamente avalia as funções fisiológicas de respiração, musculares e cerebrais enquanto o paciente dorme. 

O exame é capaz de detectar e confirmar a presença da apneia do sono e ainda mais além: através da polissonografia, é possível identificar qual o tipo desse distúrbio o paciente apresenta, permitindo a escolha do tratamento mais adequado para o seu caso.

 

Tratamentos para apneia do sono 

Os tratamentos são variados e, na maioria dos casos, são escolhidos de acordo com as causas desse distúrbio do sono ou ainda graças a identificação do tipo de apneia. 

 

As principais formas de intervenção para tratar essa condição são: 

 

CPAP 

O CPAP é um aparelho que tem como função “empurrar” o ar até os pulmões, impedindo que haja a interrupção da respiração enquanto o paciente dorme. Sendo muito parecido com uma máscara de oxigênio, esse dispositivo possibilita um descanso mais reparador e menos agitado graças a manutenção do ciclo respiratório regular. 

Esse aparelho costuma ser mais indicado para os casos em que o distúrbio do sono ocorre devido a obstrução completa das vias aéreas. Porém, é importante que o médico faça uma avaliação completa e indique qual a melhor forma de tratamento. 

 

Cirurgias 

Por fim, as intervenções cirúrgicas também podem ser indicadas para os pacientes em que as outras formas de tratamento não foram eficazes. Nesses casos, é importante que a cirurgia seja direcionada para a causa da apneia do sono.  

Se você apresenta algum sinal ou sintoma da apneia do sono, procure auxílio médico para realizar uma Polissonografia e iniciar o tratamento mais adequado para o seu caso. Agende seu exame na clínica Neurologia Integrada. 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Uma resposta

Os comentários estão desabilitados.